G.D.E de Medianeira participa de investigação sobre tráfico de armas interceptado no RJ
20/03/2018 Medianeira

Policiais civis do G.D.E (Grupo de Diligências Especiais) da Delegacia de Medianeira participaram de uma investigação complementar sobre o tráfico de armas interceptado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal. Na manhã de 26 de fevereiro de 2018 um veículo Fiat Strada que saiu de Medianeira transportando grande quantidade de armamento, contendo fuzis, pistolas e mais de 50 mil munições, foi abordado pela Polícia Rodoviária Federal em uma rodovia do Estado do Rio de Janeiro. O motorista, Gilson Felipe Mera Cardoso, residente em Medianeira, foi preso em flagrante.

A partir de então, a Desarme (Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos), da Polícia Civil do Rio de Janeiro, solicitou diligências ao GDE de Medianeira, no intuito de identificar outras pessoas supostamente envolvidas no crime. No total, dez pessoas foram ouvidas na Delegacia da Polícia Civil de Medianeira, tendo em vista que era preciso averiguar a origem do veículo apreendido com as armas e dos tonéis de inox usados para ocultar o material bélico. Algumas informações repassadas pelo próprio preso aos policiais cariocas também foram averiguadas.

De acordo com o delegado Denis Giovanny Zortéa Merino todo o material produzido durante a investigação é de caráter sigiloso tendo em vista a complexidade do caso. A intenção é descobrir também quem financiou e encomendou a compra de todo o armamento apreendido.

Recentemente outro transporte de armas foi interceptado, desta vez, na BR-277, em Catanduvas. Novamente o motorista do automóvel disse que pegou o material bélico em Medianeira. "Por ora, as diligências solicitadas à Polícia Civil de Medianeira foram concluídas. Todos os depoimentos e demais indicativos de participação foram devidamente enviados à Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos do Rio de Janeiro, bem como, à Delegacia de Polícia Federal em Foz do Iguaçu", conclui o delegado Denis Merino.

Fonte: Guia Medianeira

 
MAIS NOTÍCIAS
APOIO