AMOR Exigente Fala sobre o décimo princípio; A essência da família repousa na cooperação e não só na convivência.
21/10/2021 São Miguel do Iguaçu

Cooperação é a união de pessoas em um trabalho para o bem de todos; gera prazer em servir; valoriza as pessoas, ajuda a crescer e as prepara para a vida, tornando-as indivíduos socialmente responsáveis, em que todos reciprocamente se respeitam.

CLIQUE AQUI E SIGA O CANAL DO GUIA NO YOUTUBE

ENTRE NO GRUPO DE WHATSAPP DO GUIA SÃO MIGUEL

CLIQUE AQUI E ENTRE NA NOSSA LISTA NO TELEGRAM

Em tempos difíceis e diferentes, momentos de adaptação e de um ponto de inflexão em nossas vidas, perguntemo-nos como Anselm Grün, no seu livro Como lidar com o Mal, pág. 87: “Qual é a oportunidade que se oferece a mim nesse caos que interrompeu minha vida tão tranquila?” Resposta: COOPERAR, pois a união faz a força e todo o esforço será bem-vindo. Cooperar requer disponibilidade e exige sintonia consigo, com a família, com a natureza e com o mundo.

Acordamos e tudo mudou, abraços e beijos se tornaram armas, não visitar avós e pais virou um ato de amor. Precisamos cooperar com o distanciamento social, evitar aglomerações, ficar recolhidos em casa, isso é questão de responsabilidade social e de amor. Quem não soma, subtrai. Quando trabalhamos juntos, não há obstáculos que não sejam superados e nem sucesso que não seja alcançado.

Estamos aprendendo juntos a valorizar a vida, sem prepotência, arrogância, vaidade, soberba e orgulho. Necessário sair do autocentrismo, olhar em volta, ter compaixão e piedade; e com humildade se submeter e conformar voluntariamente ao trabalho para o bem de todos. Todo cuidado é vital para servir no momento certo, com a atitude certa e com doação do necessário.

Anselm Grün leva-nos a refletir sobre as tentações, e quando cedo a tentações como: usar a tendência arrogante de julgar as coisas sem conhecimentos aprofundados; ou usar o temor conformista para não fazer algo; ou usar a minha necessidade de ser “bonzinho” ou popular que me impede de dizer palavras e praticar atos não populares; ou usar a tendência vaidosa de me achar bom demais para fazer o necessário; ou usar a comodidade que impede a minha imaginação de ver além das obrigações rotineiras; estou na contramão da cooperação e não contribuo
para o melhoramento de qualquer questão que esteja em pauta. Isso levará à estagnação e a não revolução de valores que o momento necessita para real mudança positiva. Contribuindo, desta forma, para que o mal se perpetue e impregne mais o caos.

A cooperação ajuda a superar tão valorosamente um dos caos mais sérios da história, isso devido a mais excelente via – O AMOR. Entre inúmeros aprendizados que teremos com o caos, esperamos que o sentimento de comunhão e compaixão se fortaleçam, que as pessoas percebam e aceitem que suas vidas são importantes tanto quanto a vida das outras pessoas, e que precisamos viver com amor e tornar a vida sustentável nesse planeta, enfim sair de si.

A cooperação é como gotas de óleo que suavizam e liberam a nossa engrenagem espiritual, a ponto de sentirmos que o labor não é nosso, mas sim, do Espírito em nós, tal como escrito por Padre Haroldo Rahm; e ela requer bondade, paciência, delicadeza e humildade em servirmos.

Fonte: Redação Guia São Míguel

 
MAIS NOTÍCIAS
PARCEIROS